sábado, junho 04, 2011

O que adianta ?




Gama, DF                      04 de Junho de 2011



Eu sei que nada está sobrando de mim ultimamente
Tenho andado tão distraído e tão perdido pelas ruas vazias e desérticas da minha cidade
As luzes que iluminam por entre as árvores já não me servem mais de consolo
Eu deito sozinho em meu quarto, coloco as músicas que outrora escutei contigo e choro calado
Por lembrar de tudo o que passamos, por lembrar de que somos tão parecidos, por lembrar de que jamais lhe tive em meus braços
As lágrimas que antes eu segurava, agora saem espontâneamente
E quando eu penso que sou forte o bastante e que isso não mudaria em nada minha vida, é aí que começo a cair em câmera lenta
Escuto cada acorde e penso naquela noite acidental
Escuto cada tom e lembro das palavras, do teu jeito, da tua cara de sono
Mas eu estava em silêncio
Talvez tentando pensar que rumo minha vida tomava, sabendo de tudo e nada ao mesmo tempo
Minha sorte, creio, é que àquela época eu não sabia que ainda estava guardado todos esses nós em minha garganta
Porém, só o que posso ver entre nós é a crescente distância
Os abismos vão nos separando, mas eu queria tanto que você fizesse parte do meu mundo ...




"Te vejo sonhando e isso dá medo
Perdido num mundo que não dá pra entrar
...
Eu estive aqui o tempo todo, só você não viu"




Na Sua Estante - Pitty



"Eu não ficaria bem na sua estante"

E de que adianta sermos tão parecidos ?? De eu ter os 10% teus ?! De nada me vale ...

Tempo de composição: 17h - 17h15

Nenhum comentário:

Postar um comentário