sábado, novembro 27, 2010

Um pouco de mim

Estou em crise .... Duas direções, dois caminhos pouco diferentes. Duas vontades ao mesmo tempo. Duas vezes mais sofrimento. Ah! Mas chega de sofrimentos! Hoje estou aqui para aliviar as tensões, deixar pra lá tudo o que está me afligindo (como meus quatro cisos arrancados nessa quinta passada rs). Vim para passar o tempo, desabafar comigo mesma. Transpor qualquer coisa que se prenda aqui dentro para fora de minhas veias. E é só aqui que eu encontro um alívio, onde eu posso dizer qualquer coisa que me angustie ou me deixe radiantemente feliz sem qualquer olhar torto, sem alguma discriminação, sem medo de escrever, de expor e transferir pensamentos. Sem chances de haver qualquer que seja a crítica. Eu gosto de estar aqui e só isso me basta para que eu prossiga escrevendo. Sempre escrevi, desde bem pequena. Historinhas sem sentido, bobinhas, coisas de criança mesmo. Continuei escrevendo desde meus cinco anos até os meus 13, quando abruptamente parei. Lembro-me que tinha um caderno completamente recheado de textos, poemas e poesias. Mas num acesso de ira os queimei no quintal de casa. Dei como enterrada aquela paixão pelas letras. Mas, eis que ressurge a imensa vontade de transcrever o que eu sentia. Um episódio ocorrido no ano passado. Eu já não escrevia há uns dois anos. E pra ser sincera, não sei se me fizeram um favor ou não, mas agora eu sei o que realmente quero para minha vida. Serei professora de Inglês em breve .... Ah sim! Minha eterna paixão se tornará profissão: Inglês. Darei aula em minha "escola natal", onde eu abri minha mente para o conhecimento dessa forma maravilhosa de comunicação. E em breve viajarei para fora, onde entrarei em contato definitivo com essa linguagem fantástica! E agora além de escrever em português, escrevo também em Inglês. E sou até capaz de traduzir meus escritos. Agora me tornei completa. Ainda sou amadora, confesso, mas um dia estarei entre os melhores. Pois creio que tudo o que é feito à base de amor e paixão jamais será fadado ao fracasso. Sempre gostei de escrever, sempre gostei de Inglês. Por que haveria de sair algo errado? A vida é uma "surprise box", mas também sou capaz de surpreendê-la. Paixão+amor+dedicação = SUCESSO! E isso eu desejo a todos nós .....

quarta-feira, novembro 24, 2010

A janela



23/11/2010

 Sentada ao lado da janela, abre uma pequena fresta na cortina e mira o mundo que se estende lá fora. Chove já há tanto tempo, tantos dias. Ela trancou-se ali mesmo, prendeu-se àquele pedacinho da casa cheia de ecos e velharias que havia adquirido ao longo de sua estrada. Ela via aquela água serena caindo desde o céu escorrendo sobre o vidro de sua janela. De lá era possível ver algumas poucas pessoas que atreviam-se a se aventurarem naquele tempo fechado e sombrio. A única alegria em meio ao céu escurecido era um pequeno jardim, bem regado, de grama verde reluzente e flores delicadas e sensíveis, que pareciam dançar ao som dos ventos. Nem parecia estar tão frio naquele lugarzinho. Era a alegria da moça da janela, que sempre preparava uma boa xícara de chá e sentava-se em um velho banquinho ao lado de sua janela. Até parecia um ritual diário. Observava por horas a fio aquela rua encharcada e aquele pedaço de jardim florido e bonito. A chuva talvez a tivesse prendido ali, mas foi ela quem continuou querendo ficar ali, ela prendeu-se à situação. E enquanto ela seguia prendendo-se, as flores se libertavam e soltavam suas divinas cores, encantando e encantando-se.

Tolo, como ele é



19/10/2010

Um outro começo, uma outra estação
Eu fico me perguntando se outros dias como aqueles virão
Fui tão feliz naquelas tardes que quase me senti mal
Me senti completa e pronta ... odeio admitir que você me faz bem.
Agora as músicas que fazem com que eu sinta saudade batem em outro ritmo. O mesmo que outrora me fizeram-me sofrer, sem lágrimas, só dor no íntimo.
E essas nuvens só te aumentam aqui dentro. Parece que sinto mais do que simples alegria ao teu lado. Me notei e meu coração estava acelerado e minhas mãos transpiravam de emoção.
Ao sul encontro você ....
A tua casa está se tornando meu porto seguro. E eu tenho medo dos meus sentimentos. Medo da tua reação.
Lembro de quando estava em outros braços com o pensamento em você. Eu te via, te tocava e sinto, hoje, um arrepio.
Deitei em teus braços, senti tua respiração. Mal pude concentrar-me no que meus olhos deveriam estar realmente vendo. Concentração total em você, no teu jeito. Desde o início, no fundo, eu sempre soube que era você quem eu queria. Nunca quis confessar, mas você está me prendendo cada vez mais a ti. Não te culpo, não me culpo, não há culpados. Só há um coração perdido no mar, esperando que a tua bússola ou os teus mapas te levem até lá.
Ahh! .... Pra quê fui te encontrar? Continuo, como anteriormente, sem pista, sem resposta, sem o desejado afago. Oh coração! Estúpido como és. Impossível disfarçar o que estou querendo, sonhando .... O que não dá pra evitar e não se pode esconder. Não consigo evitar sentir o que sinto, que de tão grande não me cabe no peito e transborda, ficando evidente na forma como te observo, te sinto e falo.

 "Somos o que há de melhor, somos o que dá pra fazer ... O que não dá pra evitar e não se pode escolher...
Se eu tivesse a força que você pensa que eu tenho, eu gravaria no metal da minha pele o teu desenho...
O que não dá pra evitar e não se pode esconder"
(Humberto Gessinger)

segunda-feira, novembro 22, 2010

Teu beijo



Seguindo em frente, como alguém que não tem com quem compartilhar suas mais intensas emoções. Seguindo, como sempre, sozinha. Às vezes sinto não pertencer a este mundo, que me cerca e me asfixia nesse ar poluído e fétido de mentiras. É como se eu não tivesse um lar, uma casa, um lugar fixo onde eu pudesse enraizar-me com tudo o que amo. Mas eu consigo sentir algo quando estou contigo. É no brilho do teu olhar que eu consigo achar uma razão para continuar. Eu sei que talvez eu nunca chegue a lhe possuir como eu realmente desejo .... mas eu gostaria de sentir o gosto de o teu beijo. E sentir todas aquelas emoções e pulsos que saem de um corpo que, apaixonado, treme ao sentir o toque de quem ama tanto. Permaneço viva, mesmo com tantos sofrimentos, tantas injustiças e até mesmo arrependimentos, só para sentir essa emoção. Nem que seja por um minuto. Tenho mesmo vontade! Morro de vontade de te abraçar e poder tocar teus lábios ........

Sinto que a cada momento estou mais perto de ter-te ...
Mas ao mesmo tempo parece que está tudo tão longe, distante, que sinto até mesmo que posso lhe perder, mesmo sem nem mesmo ter lhe tido.
Ah! como eu gostaria de poder saber o que se passa nessa tua linda cabecinha ♥
Teus olhos castanhos me seguem em cada lugar, em cada pôr de Sol.

quarta-feira, novembro 17, 2010

Reach you



Around my feelings, swimming in my thoughts, dangerous waters. I never know what I should do or not. I keep on trying to find out a way to stand by you. I know I can go further than ever for you, with you. I just don't know how I can get your heart and take it with me. 'Cause you already own mine. It's been a long time that I've been searching for you, in every corner, every street, every morning and sunset. I search for your smell, your voice, your presence. I always try to reach you in my thoughts, in my deepest feelings, in myself. Pictures, songs, situations, remembrance, feelings and sunsets, all that I need to take you with me wherever I go. And when I try to sleep, it's always you that I think at last.

I love you much more than myself .... ♥

Ato de amar





Está frio, húmido e chuvoso. Não consigo me aquecer. Estou sentindo dor, dores. Já nem sei mais quantas são. Estou vagando sem rumo, sem direção. Desde aquele dia tudo parece tão diferente, tão inerte, tão artificial e controlado. Nada é natural, verdadeiro. Todos tão ocupados em sua corrida pelo ouro que não mais veem a beleza da simplicidade, num simples ato de amar. Hoje disseram-me, ao ler meus textos, que eu gosto do ato de amar. E é a pura verdade! Eu amo o fato de eu amar. Gosto de escrever, ser romântica, lembrar coisas bonitas, pequenos detalhes, fazer o que agrada a quem eu amo. Gosto de ficar pensando como seria estar com quem eu gosto de verdade. Às vezes até sinto vontade de dividir-me em duas ou mais só para poder estar com mais pessoas ao mesmo tempo. Gosto de estar rodeada de pessoas que considero importantes. Amo essa vida que tenho! E espero cada dia mais fincar meus laços e crescer com os meus amados.

segunda-feira, novembro 15, 2010

O que é sabido




É uma farsa que se esconde por trás desses olhos. É apenas um alguém que não sabe desejar. É apenas um desejo de alguém que se esconde atrás de sonhos. É só um sonho, um sonho e nada mais. Uma interrogação que cabe ao coração. É uma solitária, que segue sem certezas, sem esperanças e às vezes até mesmo sem brilho. É uma boba, que fica pensando em mil e uma maneiras de  tentar agradar, de tentar fazer feliz, fazer sorrir. É uma sonhadora que perde a noção do tempo imaginando como seria, como poderia ser. Uma solitária que não busca a companhia que deseja. Desencantada com o amor e o brilho no olhar, e que mesmo assim sente tudo o que não deveria. Imagina, inventa desculpas para dizer que não foi por querer, só veio. Mas ela mesma não se permite esquecer, e nem mesmo tentar uma outra vez, talvez até mesmo alguma outra coisa para se distrair. Ela busca sentir aquilo, nem sei mesmo porque. Já parece involuntário agora. Começo a acreditar que ela quer se aprisionar. Nem sabe se será feliz presa a esse sentimento. O que se sabe, é que ela sente ....

Ela sonha, ela busca encontrar seu amor na escuridão.
Ela tenta achar algum meio de se perder em meio a seus pensamentos e nunca mais ser encontrada,
para viver seu grande amor no secreto do seu coração.

sábado, novembro 13, 2010

Foge de mim



Certa vez, cruzei os mares que estendiam-se a minha frente, sem perceber. Certa vez, venci obstáculos mesmo sem querer. Já fui boa demais, falei demais, errei demais e arrependi-me sim. Fui mais corajosa do que deveria e alcancei o que me propus a fazer. E agora, que é quando eu mais preciso de toda essa coragem para acertar o alvo, sem medo de erros e consequências, ela trai-me. Incontrolávelmente foge de mim, como uma gazela corre de um leopardo. E ela esconde-se, abriga-se entre a mais fechada e densa floresta. Aprisiona-se lá até que sua dedução tire-a de lá. E não há nada que a faça sair de lá enquanto ela estiver sentindo-se ameaçada. Ah coragem! por que me abandonaste logo quando mais te necessito? Abandonaste-me para eu morrer a míngua, na solidão .......

Estou mais covarde do que jamais estive ....
Queria ter coragem ao menos para dizer, frente a frente, que tudo o que sinto não mudou em tanto tempo.
Queria eu ter a coragem de dizer apenas três pequenas palavras:
EU TE AMO 

terça-feira, novembro 09, 2010

Em sua homenagem



Era manhã. Era manhã de um dia nublado. Era uma cama e um sono que não parecia ter fim. Era tudo tão escuro que nem mesmo tive vontade de levantar. Era tudo tão calmo que nem mesmo queria estar ali. Eu tentei voltar para o meu sono, mas ele já tinha me abandonado. Andei pela casa, fui à sala, aos outros quartos, ao quintal ... silêncio total. Mal pude acreditar que aquela paz pudesse existir em minha própria casa. Onde quer que eu olhasse, fosse, era sempre em absoluto silêncio. Sem vozes, sem barulho, sem ruído. Não posso dizer que foi ruim, mas me bateu uma solidão ruim. Eu queria sair da inércia e iniciar um som, um movimento brusco. Mas não tinha com quem compartilhar. A casa estava vazia, imersa em solidão. Estava oca e eu não sabia como a preencher. Decidi pegar as fotos, as canções, as memórias. Coloquei as fotos na parede, liguei o som e acionei as memórias que estavam guardadas. Algumas na mente, outras no coração. Juntei tudo e fiz uma festa em sua homenagem. Eu queria que você estivesse lá para ver. Mas a menos que você esteja conectado à mim, só o que habita em mim de você pôde contemplar tudo o que preparei com tanto amor.

domingo, novembro 07, 2010

Ao som dos Beatles



Ao som de Beatles. Me veio a cabeça aquela tarde. Me veio a cabeça tantas coisas ditas no silêncio do meu olhar. Ainda estou aprendendo, é verdade ... Mas já sei o que gosto de aprender, e principalmente com quem. Eu ainda sou menina, sou jovem, inexperiente. Quero você como tutor, guia e meu professor. Posso aprender contigo e prometo que prestarei atenção em tudo o que disser. Eu posso errar, enganar-me e de vez em quando dar alguns surtos. Mas lembre-se, imploro, que você significa tudo o que um dia eu quis ou poderia querer. Você tem mais significado do que qualquer um pra mim. Eu só quero te fazer feliz. Quero te agradar. Quero sentir a tua certeza num beijo. O silêncio dos meus olhos se resumem em você. Resume-se em você tudo o que vem de mim que é bom, amável. Você me fez uma pessoa melhor, de fato. Você fez com que eu enxergasse o lado mais bonito do pôr-do-Sol. E é inegável, eu amo você !

Querer e não conseguir



Posso não ser tão boa com as palavras , ou até mesmo ser totalmente indireta. Dar voltas e mais voltas sem chegar ao ponto, afinal, nem passo perto dele. Agir diferente, estranhamente. Chegar num ponto que não se tem como escapar e ainda assim achar uma saída improvável. Estar confusa por dentro e não saber o que se quer , querer duas coisas ao mesmo tempo, sonhar em ter aqueles que não se pode. Tentarei, por mais árdua que seja a batalha por fora e por dentro. Farei com que meus olhos se desviem das direções que me levam. É difícil se controlar quando se depara com o que mais se quer.Eu tento e me esforço para não demonstrar e nem mesmo dar sinal de que estou uma pilha de nervos. Mas é aí que me dou muito mal ! Eu fico totalmente fora de mim, falo coisas tremidas, digo coisas que não costumo dizer. Falo sem pensar e ajo sem pensar. O que é interessante, é que eu tento mostrar o meu melhor lado ... e nunca consigo ! Sempre penso, reflito e vejo que poderia ter feito algo diferente, algo mais natural ou até mesmo algo mais racional. Mas nunca consigo!

quarta-feira, novembro 03, 2010

Confusion



Eu queria uma foto, um desenho, uma fotografia que descrevesse, definisse, orientasse o que estou sentindo. Eu pedi um papel, uma caneta, um pincel para tentar expressar os sentidos. Abstracionismo total. Eu via uma mistura de cores e sombreados, uma figura irreconhecível, sem traços definidos, um emaranhado de linhas, círculos, quadrados e triângulos. Uma geometria infundada e vaga. Uma reta curvada, um curva em linha reta, um quadrado arredondado, um quadrado circular. Como eu poderia tudo aquilo decifrar ? Um pequeno e confuso mundo ...

Aguardo



Eu posso ir além do comum, do esperado, do desejado.
Posso ser mais do que qualquer um que procura algum abrigo numa noite de insuportável solidão.
Consigo ser auto suficiente, sem precisar me refugiar em outros lugares, outros lares, só pra matar o tédio.
Deixo que pensem, digam, gritem minha metade ruim aos quatro cantos, enquanto a metade boa está sendo guardada, preparada para seu futuro dono.
Pois não há nada em mim além de um grande coração, pleno de sentimentos, aguardando o único possuidor.
Te aguardo ansiosamente, meu dono.
                                                                                                                                                            Amor,
         Melissa

Chuva



Uma outra manhã banhada pela chuva, que agora cai constantemente. Como eu senti falta desses dias cinzas e encharcados ! O Sol estava brilhando forte e já por muito tempo. Minha paciência já havia se esgotado com esse clima quente e seco. Um dia frio, chuva, casa, cama, livro, cobertor. E não há nada além que me dê tanta paz. Uma brisa gelada adentrando os meus poros, que se fecham. Deixo as portas e janelas abertas propositalmente. Não está tão frio, mas só o fato de estar chovendo, me traz uma paz inconfundível, calma e tranquilidade.

                                                                                                                                                      Amo chuva !!

terça-feira, novembro 02, 2010

Ela o quer



Lua que vagueia, intensa luminosidade a brilhar sobre os edifícios. E ela vai construindo, flor por flor, grão por grão, seu pequeno jardim. À luz da noite, à sombra do Sol que maltrata as delicadas plantinhas que ela cuida tão bem. Ela vai ali, cava um buraquinho e planta a muda de uma rosa com tom de vinho, cujo nome popular é Príncipe Negro. Ela cuidadosamente transporta de onde ela a tinha guardado e vagarosamente a enterra, sob a luz da lua, sob o orvalho da madrugada. Ela firma a mudinha, pequena e serena. E expressa-se com imensa felicidade e um belo sorriso estampado no rosto branco por ver que o Príncipe estava bem firme no solo em que ela o havia plantado. Rega brandamente, como uma brisa, para que suas raízes prendam-se naquele pedacinho de terra tão bem cuidado, tão apreciado. Ela o promete cuidar, zelar e nada deixar faltar. Ela se dispõe e coloca-se inteiramente à vontade e necessidade do Príncipe, que ainda não brotou. Ela luta, esforça-se em deixar tudo do jeito que o futuro Príncipe, que está por tomar posse de seu lugar, gosta. Ela sabe que, cedo ou tarde, ele virá. E nada, absolutamente nada, a impedirá de zelar para que ele venha da maneira mais confortável possível. Pois seu amor e zelo não se limita a vê-lo chegar. Ela o quer, ela o deseja, ela o sonha .... Ela o quer viver.

segunda-feira, novembro 01, 2010

Eu Desejo

Eu queria que o mundo estivesse parado por algum momento nessa tão distante galáxia .... Eu queria que tudo fosse fácil, esquecível, e que a lembrança voasse pra longe com os ventos tempestuosos que surgem do nada. Queria eu que fosse assim, pois não lembraria quem você é, quem você foi ... E pra mim não haveria satisfação maior do que sentir o perfume das flores, porque agora o que me satisfaz é sentir o teu perfume. Aquela doce e meiga voz que me chama e me acalma, fazendo-me rir e sentir-me contente em sua presença, aquele jeito que apenas você tem de avaliar todas as coisas com um toque de ironia. Eu desejo o convívio, o abraço, o carinho, o beijo. Eu desejo um mundo cheio de você, cheio de cópias tuas, para que eu não sentisse saudade ao escutar as músicas que ambos gostamos e apreciamos profundamente. Eu desejo um copo de água gelada para acordar-me desse sonho ...........
Já é manhã? E o tempo nem parou para que eu pudesse matar toda saudade que sinto ....