quarta-feira, dezembro 14, 2011

My Best


14/12/2011
A saudade consome, queimando as lembranças como se fossem combustível. Tento me desligar algumas vezes do ciclo vicioso, procurando um meio de facilitar a espera, de não querer pegar o próximo avião a cada segundo que eu me sinto presa nessa cidade que agora só me traz imagens e memórias tuas. Daí, vou à busca de ritmos que me distraiam. Olho para cantos onde não vivemos. Monto o futuro para não me prender no passado. Nada disso adianta.
Os ritmos que me distraem se tornam desinteressantes com o passar dos minutos, e logo estou de volta, ouvindo as mesmas notas que embalaram sua estadia em meus olhos. Não posso ficar olhando para as paredes porque não há movimento, e a cabeça vai rondando meus pensamentos até te achar, ali, intacto, do jeito que eu amo. E quando penso que posso ficar observando o futuro me esbarro nas lembranças, fazendo com que o passado venha à tona, e começo a montar um futuro totalmente baseado em você.
Às vezes acho isso meio louco, mas quem disse que o amor é totalmente são? Não seria amor se a minha vida continuasse a ser do jeito que era antes de você chegar. As pessoas costumam dizer que devemos ser amados exatamente do jeito que nós somos. Mas amar muda a gente, querendo ou não. Tornamos-nos pessoas melhores. E você, ah meu amor! Você fez a minha melhor versão.








A foto que você mais gosta (:
Te amo, Rodolfo! 


Amaranthine - Amaranthe






"But the shimmer in your eyes just makes me know
That you and I belong ..."   

Nenhum comentário:

Postar um comentário