domingo, janeiro 01, 2012

Nota de rodapé sobre tradições de final de ano





01/01/2012
E mais um dia se foi, somando dias à nossa existência. Reza a lenda ser outro ano. A diferença é tão pouca de ontem pra hoje que ousaria dizer ser inexistente. A solidão continua a mesma, a saudade maior, o pôr-do-sol é o mesmo, o cantar dos pássaros, as casas, as pessoas, tudo ainda continua a ser como era ontem. As mudanças podem ocorrer, por que não? Mas não será do dia para o outro. É preciso tempo, planejamento, força de vontade. Não é fácil mudar velhos hábitos.
É preciso acreditar em algo melhor para que a vida não perca o sentido, é verdade. Não digo para pararem de sonhar. Eu mesma sonho todos os dias. Mas não consigo aceitar que as pessoas procrastinem mudança. Quantas vezes não ouvi estórias de que alguém esperaria o próximo ano ou certa coisa acontecer para fazer alguma mudança. Quantas vezes eu mesma já disse isso? Dependendo do que se quer mudar, realmente é preciso esperar. Mas por que fazer isso quando nada impede que você mude agora? Não faz sentido. Eu só queria que de vez em quando as pessoas parassem de depender de alguma data pra decidir fazer coisas que farão bem a elas mesmas. E se elas acham importante esperar, mas sabem que não vão realmente mudar, se esforcem realmente e não digam tudo apenas da boca pra fora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário