sexta-feira, outubro 21, 2011

Pensamento distante




Eu me pergunto, com maior frequência agora, como é possível que o meu amor aumente dessa maneira. Eu fico imaginando todo e qualquer detalhe que nós podemos e iremos viver juntos. Quando eu escuto as músicas que chamam o teu nome me falta ar e palavras para descrever como é amar alguém assim. E meu pensamento fica em você todo o tempo. Chego até a ter certo receio de ficar absorta em meus pensamentos, pois eles me trazem memórias de conversas e vozes que me deixam em êxtase profundo. E a imaginação trabalha em um frenesi de voltas ao passado e idas a um futuro aliviantemente próximo.
Por isso ando meio boba, de sorriso fácil. Mas apenas o meu coração sabe como é aguentar o vulcão de emoções que se torna o meu íntimo só de escutar o teu nome. Ah, essas memórias das horas a fio em ligações que eu nunca quis que acabassem... Há uma saudade incabível, inacreditável. Uma insaciável vontade de você. Não sei bem como, mas a cada dia eu te desejo mais, te amo mais. Quero-te aqui comigo, o mais rápido possível e pelo tempo que nossas vidas durarem. Eu te amo, muito mais do que ontem e muito menos do que amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário