sábado, outubro 23, 2010

Minhas Veias





Eu estava descendo essas ruas escuras. Notei um clarão vindo do final da rua. Corri em direção a luz. Era algo assombroso! Eu, na verdade, estava percorrendo os caminhos do meu próprio ser. Eu estava a caminhar por entre as minhas veias e corrente de emoções e pensamentos. E eu não sabia o que era luz .... Seria lembrança, seria algum sonho, desejo, querer? Eu não sei ao certo. Só havia uma forte luz e uma sombra, que se assemelhava a um perfil humano misturado com divino. Eu não tinha direção, não sabia por onde ir, se ir seria o melhor, se ficar faria diferença ... É claro que eu deveria estar ali por alguma razão, só não sabia qual. Era mente com coração. De repente eu via algumas memórias passarem em frente a mim. Eu estava ficando perturbada com aquela situação. Então, a luz me chamou. Guiou-me até sua radiante presença. E começou a explicar as coisas que estavam acontecendo no íntimo, com precisão. Porém, ele parecia falar uma outra língua, podia perceber a imagem explicando-me detalhadamente o que ocorria, o que deveria fazer, mas sem sucesso. Era algo que eu não compreendia. Foi quando num súbito escurecer do ambiente, que uma luz bem fraquinha começou a iluminar onde eu estava. Pude começar a notar os traços que eram confusos outrora. E vi, que o perfil humano misturado com o que é magistral, perfeito, formava o teu rosto, teu corpo, teus olhos. E foi aí que eu entendi o que estava acontecendo. Eu estava te gravando no coração quase que como um intocável ser ... Um ser divino, sem igual, amado inimaginavelmente, inigualávelmente.
"A tua imagem e perfeição segue comigo e me dá a direção"

Um comentário:

  1. gostei ^^
    semea minha mente com pensamentos e imagens de ti ^^
    deixando-me louco de amor, carinho e afeto... cada vez mais

    ResponderExcluir