segunda-feira, outubro 25, 2010

Amanhecer de chuva



Noite vazia, tomada de escruciante solidão
Vaga de amor, de companhia, de beijos
Interna intensa luta contra o frio que castiga os mortais desta cidade
Amanhecida no cinza da nuvem pesada
Alvorecida por uma imensa tempestade
Tão grande esta, que assusta a mente tranquila e em sossego
Acorda do sono em que sonha a alma com esperança
Foge da realidade a mente que sonha
Brilha com intensidade o Sol acima das nuvens
Mas é da proteção delas que minha pele precisa
Um carinho feito de brisa
Um refúgio feito de moléculas de água sobre a humanidade
Uma vez ensurdecida pelo barulho da água que cai sem dó no telhado da casa fria ,
Prefiro continuar assim o resto dos dias
Para que eu possa escutar com clareza os pensamentos

2 comentários:

  1. morra de invejaaaaa aki hoje choveu orroressssss auhauahua
    (meaw)

    ResponderExcluir
  2. ¬¬ MALDIIIIIITOOOOOOOOOO !
    ahsuashaushaushaush
    sem problemas , aqui também tá chovendo mesmo :p

    ResponderExcluir