quarta-feira, setembro 01, 2010

É Outono ...


Sou eu quem mais uma vez vai ficar sentada, debaixo daquele velho ipê, o qual as flores abandonaram. É outono. E volta a rotina do frio intenso que faz desde a noite até o amanhecer. Bate outra vez a esperança da renovação. E ali mesmo, na sombra do velho ipê, transcrevo minhas emoções num profundo estado de nostalgia. Recordações pintam a minha mente, ora com cores fortes, intensas e de um brilho de tirar o fôlego, ora com tons melancólicos que vão do branco, que faz doer os olhos de observá-lo num relance, ao preto profundo e solitário. E as junto, todas descritas em um caderno ao qual o tempo já enrugou suas folhas. E o barulhinho leve e inconfundível que elas emitem me dão imensa paz e tranquilidade. Observo bem aquele horizonte. O Sol vai descendo num tom laranja encantadoramente belo e radiante. Essa luz incandescente invade o meu campo de visão e ilumina todo o meu ser através desses olhos que a tudo observa. E me inspira para seguir em frente com a ETERNA MANIA.

2 comentários:

  1. debaixo daquele velho ipê rsrs eu literalmente estou assim so que aki o ipê não e amarelo e sim roxo ^^

    ResponderExcluir