sexta-feira, agosto 13, 2010

Loba Solitária


Tudo muda em tão pouco tempo
Pouco a pouco, me fecho em um universo paralelo
Um mundo com barreiras e muros intransponíveis, que nem mesmo o amor consegue ultrapassar
Vou me resumindo a viver apenas o que há no meu íntimo
E o que há lá ? ... Eis uma excelente pergunta !
Eu mesma não consigo enxergar nada além de uma profunda escuridão
Está frio ... Parece uma caverna, vazia ... Talvez esse seja o meu momento mais estranho
Talvez o mais comum. Ah ! Não sei bem o que fazer, nem se deveria tentar fazer algo
Só acho que tenho uma vida tão imensa pela frente, uma vida ...
E o que ela vale eu ainda não sei, mas pretendo descobrir. E sei que isso pode demorar e vai requerer de mim esforço. Que isso valha à pena enquanto eu ainda respirar ...
Não preciso de alguém pra me acompanhar neste caminho, só preciso de um pouco mais de autosuficiência. E isso me bastará, pois evitarei dores e desafetos, mágoas e saudades ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário