domingo, agosto 15, 2010

Loucura (ou amor)



Um mundo perfeito, o meu mundo em torno do seu
Como queria eu poder expressar-me, mas mata-me o medo do teu distanciamento
Sim, mata-me tudo o que envolve o teu nome. E só de ouvir soar essas quatro letras em conjunto, reações químicas no meu corpo, ainda em formação, afloram à uma pele suada por um nervosismo incontrolável, difícil de explicar
Deus, o que eu fiz de tão insano, onde eu errei ?
Sei que está em minhas mãos continuar ou não. Mas meu coração, burro e estúpido, prefere acreditar que tudo vai dar certo e que um dia ficaremos juntos. Coração que segue sem direção e sem rumo, tentando achar em outros o que só acho em você. Que não segue às ordens mais claras e racionais que meu cérebro, de fato, ordena. Meu coração parece totalmente independente do meu ser pensante e racional ! Insano, insano, insano ... Onde foi parar todo o meu racionalismo ? Maldita seja toda a ternura desse sentimento louco e cego.
Aaaah sim, o amor é louco. Na verdade não há muita diferença entre os dois, né ? Creio que não ... Você se torna outra pessoa quando ama. Tudo se torna tão mais bonito, o mundo sangrento, sujo e desgastante no qual vivemos parece até mais bonito e alegre ! Se isso não for loucura, detenham-me, pois não vivo neste planeta !
E mesmo eu sabendo de tudo isso, continuo sentindo essa coisa que não sai de mim, por mais que o tempo passe ... Amor, amor, amor ... um dia mata-me essa prazerosa dor.

5 comentários:

  1. Ave, Credo! Saia dessa fossa! O amor é algo que só existe se a gente quiser. O que você está sentindo é pura paixão. O Amor é algo de graça. Você ama a quem quiser e se quiser.

    ResponderExcluir
  2. E você acha que eu não sei ? Mas eu já tentei, juro ! Ainda não dei conta ... mas sou capaz de sair, verás ! ;D

    ResponderExcluir
  3. Sim! Eu sei que você sabe... Essas coisas são difíceis mesmo.

    ResponderExcluir
  4. E poderia eu saber pelo menos o teu nome ?

    ResponderExcluir