segunda-feira, dezembro 20, 2010

Cruelmente doce





Era manhã do primeiro dia de outono. Algumas flores ainda permaneciam intactas e os pássaros cantavam alegremente em torno do jardim. Assobiavam e brincavam como numa bela sinfonia. As flores que caiam enfeitavam o ar e a estrada que passava ao lado do jardim, fazendo com que tudo fosse ainda mais belo e resplandecesse sob a luz empalidecida de uma manhã cinzenta de chuva. O verão já tinha ido embora e o frio se tornava mais pertinente. O que parecia não incomodar os saltitantes e contentes passarinhos, que voavam e dançavam e cantavam como num lindo musical. A vida parecia ser tão mais simples vendo aquele espetáculo .... Mas, não seria vida se não tivesse seus problemas. Ela é doce, cruel. Docemente cruel! E ainda assim, amamos vivê-la, principalmente se tivermos ao lado quem tanto amamos ......

Nenhum comentário:

Postar um comentário